Notícia

Notícia - 28/09/2017

Polícia Civil cearense no combate à pedofilia

TEXTO: +A -A

A dinâmica e celeridade no processo investigativo da Polícia Civil cearense tiveram um resultado satisfatório no combate aos crimes sexuais contra vulneráveis.  Em dezembro do ano passado, em Juazeiro do Norte, região do Cariri, o delegado Victor Timbó, plantonista da Delegacia Regional da cidade, investigou uma denúncia de duas mães, a qual apontava que crianças e adolescentes estavam sendo abusadas por Sávio Leite Pereira, juiz aposentado.

Usando técnicas de psicologia infantil, o delegado Victor Timbó conseguiu detalhes do delito, embora, inicialmente, conforme informações do Delegado, as vítimas chegaram envergonhadas e tímidas com a situação. À época, após denúncias e depoimentos criteriosos das vítimas, a Polícia Civil solicitou apoio do Poder Judiciário que, diante da gravidade, expediu um mandando de busca e apreensão na casa do juiz Sávio Pereira. “Foi primordial contar com a celeridade e urgência do Poder Judiciário, uma vez que recebemos a informação que o acusado armazenava arquivos pornográficos no computador e, vale ressaltar, que mídias são facilmente destruídas”, destacou o delegado.

Victor Timbó solicitou apoio e logo os delegados Marco Antônio, Júlio Agrelli, Lorna Aguiar e Bruno Veras aderiram ao inquérito policial. Na casa do acusado, o mandado foi cumprido no dia seguinte após a denúncia e todo material aprendido foi encaminhado à Justiça Federal.  Por fim, Sávio Pereira, que já presidiu o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente na década de 1990, foi julgado pela 16ª vara da Justiça Federal, em Juazeiro do Norte, sendo condenado a 17 anos e sete meses de reclusão, inicialmente no regime fechado.